Pular para o conteúdo principal

Curta-metragem mostra a trajetória da medalhista cega Terezinha Guilhermina

O filme sobre a atleta brasileira campeã nos Jogos Paralímpicos de Londres será exibido no dia 24/9, quinta, às 21h, no SescTV

Imagem: Divulgação

A velocista cega Terezinha Guilhermina conquistou, ao lado de seu guia, Guilherme Santana, duas medalhas de ouro nas provas de 100m e 200m rasos, nos Jogos Paralímpicos de Londres, em 2012. A união dos dois esportistas que marcaram a história do atletismo brasileiro é narrada no documentário A Valsa do Pódio (25’, 2013), dirigido por Bruno Carneiro e Daniel Hanai. A produção, que estreia no dia 24/8, quinta, às 21h, no SescTV, faz parte da série Diferente Como Todo Mundo, de curadoria de Zita Carvalhosa, que aborda deficientes físicos e mentais (assista também em sesctv.org.br/avivo).

                                                                                  
Nascida no município de Betim, interior de Minas Gerais, Terezinha descobriu, ainda criança, que tinha retinose pigmentar – doença hereditária que causa a degeneração da retina e ocasiona a perda gradual da visão. “Mesmo que tenha sido uma notícia drástica, para mim foi um bálsamo, porque eu tive que me preparar para sobreviver e aprender a ser feliz sem enxergar”, conta a atleta sobre a doença que acomete também mais quatro irmãos. 
O título do filme faz uma referência à dança realizada pela atleta, junto ao seu guia Guilherme, no pódio dos Jogos Paralímpicos de Londres. “Nós dois somos um, eu com venda e ele sem, mas a gente se completa na pista e forma um time”, comenta Terezinha. Eles falam sobre suas vitórias e trajetórias de vida e revelam a sintonia e o entrosamento que lhes deram fôlego para superar as adversidades e conseguir as medalhas. 

Serviço:
Série: 
Diferente Como Todo Mundo
Curadoria: Zita Carvalhosa
Curta:
A Valsa do Pódio (26’, 2013) 
Direção: Bruno Carneiro e Daniel Hanai
Estreia: 24/9, quinta às 21h
Reapresentações: 26/9, sábado, às 20h; 27/9, domingo, às 6h30 e às 13h30; 28/9, segunda, às 22h; 29/9, terça, às 15h30; e 30/9, quarta, às 6h30.
Classificação indicativa: Livre
Para sintonizar o SescTV:
Canal 128, da Oi TV 
Ou consulte sua operadora
Assista também online em sesctv.org.br/ao vivo
Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv 
E no facebook: https: facebook.com/sesctv

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terminou a folia!

Terminou a folia;  não tirei a fantasia;  só transmito alegria; nada de melancolia. Sou Palhaço! Meus nervos são de aço. com meus versos,  meus sentimentos disfarço.  Sou Palhaço! Com nariz avermelhado; sapato pontiagudo; roupa colorida: No picadeiro,  a platéia alegro;  não iludo - convenço. Assim, conduzo a vida sem perder o compasso... Sou Palhaço! Sou Palhaço! 
13/02/2018 Luiz Augusto da Silva Olimpia - São Paulo

Os benefícios da caminhada

Fernanda Santiago
Existem inúmeras atividades físicas, mas a caminhada tem a menor taxa de abandono de todos eles. É simples e a mudança positiva que você pode fazer para efetivamente melhorar sua saúde cardíaca. Praticar a caminhada por pelo menos 30 minutos por dia pode ajudá-lo: Reduzir o risco de doença cardíaca coronáriaMelhorar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangueMelhorar o perfil lipídico no sangueManter o peso corporal e diminuir o risco de obesidadeMelhorar o bem estar mentalReduzir o risco de osteoporoseReduzir o risco de câncer de mama e de cólonReduzir o risco de não insulino-dependente (tipo 2) diabetes

São muitos benefícios para uma atividade tão simples. Se você mora perto da praia, melhor ainda. Se não tem uma praia próxima, procure um parque.  Caminhe, respire fundo e aprecie tudo ao redor. O corpo agradece!

A tradicional sopa de cebola francesa

Fernanda Santiago Valente Quem é que não gosta de uma sopa no tempo frio? Aqui no Brasil, muitos recomendam a sopa de cebola para quem está com dor de garganta ou gripado. Eu vou além. Amo todos os tipos de cremes e sopas, mas a de cebola tem um sabor especial. A sopa tradicional da cozinha parisiense merece toda a atenção.Algumas lendas da França afirmam que a sopa de cebola foi inventada por Louis XV, quando passavam por uma crise. Ele só tinha cebolas, manteiga e champanhe como alimentos, assim como toda a população de baixa renda. A receita ganhou novos temperos ao decorrer dos anos e conseguiu conquistar todo o mundo, principalmente nós brasileiros, pois amamos nos deliciar com uma sopinha nos períodos frios, não é mesmo? Ainda nas tradições parisienses, a sopa serve para alimentar também as emoções do dia do tão sonhado casamento. Eles tem o hábito de consumir a sopa após a festa. Isso se repete também em grandes eventos. Se por acaso acordarem de ressaca, também consomem a sopa,…